Como ter Controle Emocional para Lidar com os Filhos

Tempo de leitura: 7 minutos

controle emocional-instituto-cris-poli

Lidar com os filhos não é uma tarefa fácil, e o controle emocional nessas horas é fundamental.

Perder a paciência é muito fácil quando você não consegue lidar direito com as próprias emoções. É nesse tipo de situação que muitos pais gritam, esbravejam, falam frases que afetam diretamente o desenvolvimento da criança, bem como os laços afetivos.

Além disso, a falta de controle emocional muitas vezes pode acarretar em coisas mais graves, como os castigos físicos. Este tipo de atitude aumenta as chances de seu filho desenvolver algum trauma, que pode ir desde a dificuldade de se socializar, até mesmo a atitudes abusivas em relacionamentos futuros.

Por conta disso, é preciso ter em mente que todos os pais necessitam de um controle forte sobre as emoções em todas as fases de desenvolvimento dos filhos.

Como melhorar o controle emocional para lidar melhor com os filhos

O controle emocional é algo que pode ser desenvolvido por meio de práticas saudáveis. Existem várias formas de você trabalhar essa questão e, assim, ter um convívio melhor com o seu filho.

Confira abaixo algumas dicas de como melhorar esse aspecto no seu dia a dia.

  • Saiba reconhecer seus próprios erros e aprenda com eles

É muito difícil admitir que errou, mas essa etapa é indispensável para quem deseja ter mais controle emocional. Isso porque é por meio desse tipo de exercício que será mais fácil identificar atitudes que precisam ser mudadas.

Equivocar-se sobre a educação do seu filho não é algo imperdoável. Desde que você identifique que errou e procure não repetir o erro.

Se você gritou com ele em um momento de descontrole, por exemplo, peça desculpas e depois comece a monitorar o seu tom de voz.

Todo mundo tem o direito de errar, mas é necessário aprender com isso.

  • Não deixe o estresse se acumular

Sem sombra de dúvidas o estresse é um dos principais vilões do controle emocional. Isso porque ele acaba nublando a nossa capacidade de controle.

Se você observar a maioria das atitudes erradas, como gritar com o filho, acontece em momentos onde o estresse está altíssimo. Seja por conta do trabalho, das tarefas domésticas ou até mesmo da própria função de pai e mãe.

Para ter controle emocional é importante não deixar que esse estresse se acumule a ponto de você estourar. E para isso existem algumas alternativas. Uma delas é deixar a criança de vez em quando com o parceiro/parceira ou até mesmo com algum familiar ou amigo, para ter um momento só para você.

Quem é mãe ou pai sabe que ter um tempo para si depois do nascimento do filho é algo raríssimo. Isso porque a maternidade e a paternidade são exercidas 24 horas por dia.

Por isso, deixar a criança algumas horas com alguém de confiança será muito útil no combate ao estresse. Durante esse meio tempo você deve fazer atividades que estimulem o relaxamento. Leia um livro, faça um pouco de meditação ou pratique yoga. Tudo isso será de grande ajuda para você ter mais controle emocional.

  • Seja empático

Todos nós já fomos crianças, e mesmo que para alguns seja difícil lembrar dessa época, é importante demonstrar empatia pela criança. Todos nós em alguns momentos tivemos preguiça de guardar os brinquedos, não queríamos comer legumes ou nos fingimos de surdo para os pais.

E obviamente que o seu filho vai ter alguma atitude do gênero. E você precisa mostrar empatia nessas horas.

É preciso deixar claro que ter empatia não é sinônimo de fazer cobranças ou impor regras. Você continuará a estimular que a criança cumpra tarefas e faça atividades, mas mostrando que sabe o que ela está sentindo.

Por exemplo, vamos dizer que a criança não queira ir à escola. Muitos de nós realmente não gostávamos de ir à aula. Logo, porque não usar você mesmo de exemplo para incentivá-la?

Fale que quando você era criança também tinha esse receio, mas que com o tempo a escola se tornou algo bom, que você conheceu amigos, aprendeu coisas novas e muito mais.  

  • Crie uma rotina e regras que ajudem a ter mais controle sobre tudo

A falta de controle emocional geralmente ocorre por conta da falta de uma rotina e regras dentro de casa. Essa desordem gera um grande desgaste emocional, mental e físico.

Logo, uma das formas de você melhorar a forma como lida com as próprias emoções é criar uma rotina. Assim todo mundo saberá quais são as obrigações dentro de casa.

Inclusive, é válido fazer um quadro de tarefas. Nele, você deverá colocar tudo aquilo que a criança precisa fazer durante o dia. Desde escovar os dentes até a lição de casa.

As regras da casa também devem ser indicadas. Dessa forma, ficará mais fácil para o seu filho visualizar o funcionamento da rotina.

E tenha paciência, pois o processo de adaptação para a nova rotina leva tempo e esforço.

  • Deixe a criança mostrar um pouco da própria personalidade

Uma das coisas que acaba gastando o controle emocional dos pais é tentar fazer com que a criança siga um padrão que não pertence à personalidade dela. Ela até se dispõe a fazer as coisas, mas do jeitinho dela. E você precisa dar essa flexibilidade a ela para conseguir manter uma relação saudável.

Por exemplo, você pediu para a criança vestir um casaco. Ela vestiu, mas o casaco vermelho mais velhinho. E você preferiria que ela colocasse o novo azul.

Esse é um detalhe que pode ser ignorado para melhorar o controle emocional e proporcionar um convívio mais saudável. Deixe a criança mostrar a personalidade nessas pequenas coisas, como escolhendo como guardar os brinquedos ou as roupas que deseja vestir.

  • Não tenha medo de procurar suporte emocional em profissionais

Muitas vezes para desenvolver controle emocional é necessário procurar ajuda profissional. Pode ser um psicólogo ou um terapeuta.

Às vezes nós estamos com a visão tão nublada por conta do excesso de carga emocional que apenas uma pessoa de fora pode dar as orientações que precisamos. E não há vergonha nenhuma nisso.

É mais válido que você procure um profissional que possa te auxiliar, do que guardar tudo dentro de si e acabar descontando no seu filho. Por isso, caso sinta necessidade, procure alguém que possa te dar esse norte sobre o que fazer.

Conclusão

Ter controle emocional não é uma tarefa fácil. Principalmente levando em conta a rotina corrida que a maioria dos pais tem.

São tantas coisas que às vezes as emoções acabam “explodindo” e o mais afetado será o seu filho. Por isso é importante não deixar que as coisas saiam do seu alcance.

Não tente segurar seus sentimentos dentro de si. Isso só fará com que uma hora você chegue no limite. Mas também não desconte as coisas no seu filho. Ele é o que tem menos culpa nesse cenário.

O ideal é colocar as dicas acima em prática e procurar sempre aceitar suas emoções e gerenciá-las de forma saudável. Está muito estressado? Experimente dedicar uma hora para si mesmo, de modo a relaxar e espairecer.

Dessa forma, será mais fácil ter controle emocional e assim melhorar a convivência dentro de casa.

Ficou com alguma dúvida? Aproveite para deixá-la nos comentários.

Siga-nos em nossas redes sociais para não perder nenhum conteúdo.

Facebook
Instagram
YouTube

Instituto Cris Poli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *